Saiba a importância do treinamento de segurança para sua empresa

Saiba a importância do treinamento de segurança para sua empresa

Oferecer um treinamento de segurança deve ser prioridade para a gestão de toda empresa, pois além de seguir as normas brasileiras, é preciso priorizar a saúde eo bem-estar dos funcionários.


 


Os treinamentos são a melhor forma de diminuir os riscos relacionados às atividades e prevenir acidentes, que podem ser extremamente prejudiciais não só para a empresa, mas principalmente para o próprio colaborador e seus familiares.


A importância do treinamento de segurança do trabalho


Ao aplicar um treinamento de segurança no ambiente de trabalho, a empresa repassa aos colaboradores, de maneira prática, todos os procedimentos que devem ser feitos antes, durante e depois do trabalho.


 


Muito mais do que compartilhar uma metodologia operacional, entretanto, os treinamentos são capazes de promover mais compreensão sobre como a saúde e a segurança do colaborador são importantes.


 


Os treinamentos podem ter diferentes objetivos e formatos, além de envolver assuntos variados, sempre visando agregar princípios valiosos aos funcionários. Destacam-se, por exemplo, a preocupação com o restante da equipe de trabalho, o desenvolvimento de uma cultura de prevenção de acidentes, entre outros valores.


 


Também vale a pena ressaltar a importância de que os ambientes sejam seguros, com a instalação de alarme de incêndio, entre outras medidas importantes para a segurança.


Para os empregadores, os benefícios compensam os investimentos, já que os treinamentos refletem diretamente na qualidade dos produtos ou serviços oferecidos, com equipes mais capacitadas e engajadas.


 


Além de poder contar com colaboradores mais produtivos, as empresas também têm uma diminuição dos riscos de acidentes, o que pode resultar em menos gastos com questões trabalhistas.


Quando realizar treinamentos de segurança do trabalho?


A necessidade de aplicação de treinamento em segurança do trabalho é apontada pelas Normas Regulamentadoras, como treinamento NR 33, que está relacionada aos espaços confinados. 


 


Segundo a legislação brasileira, os treinamentos devem ser oferecidos obrigatoriamente nas seguintes situações:



 


Portanto, os treinamentos são necessários em empresas de diferentes segmentos de atuação ou tamanho. 


 


Na contratação de novos funcionários, ou diante de mudanças de função, eles precisam ser bem informados, principalmente com relação aos riscos existentes em seus novos ambientes de trabalho. 


 


Os treinamentos são fundamentais para prepará-los para as atividades, com o máximo de eficiência e da maneira mais adequada.


 


Por isso, o ideal é que as empresas invistam em um cronograma de treinamentos regulares. Assim, os colaboradores ficam sempre atualizados para aplicar as melhores técnicas disponíveis no mercado e reduzir os riscos laborais.


 


Quando ocorrem acidentes nos ambientes de trabalho, o mais recomendável é que as empresas realizem uma vistoria completa, com o objetivo de identificar causas e potencializadores de perigos.


 


Depois de uma análise completa das condições que levaram ao acidente, também é preciso reforçar o treinamento de EPI (Equipamento de Proteção Individual), promovendo palestras ou cursos para atualizar os colaboradores.


 


Como determinar os temas dos treinamentos?


Cada empresa, com suas atividades e particularidades, deve analisar os riscos existentes nos ambientes de trabalho. Assim, os treinamentos são oferecidos a partir das necessidades dos colaboradores, sempre com a intenção de diminuir os riscos ambientais e operacionais das atividades.


 


Para determinar os temas dos treinamentos, é fundamental uma análise profunda da infraestrutura empresarial. O estudo deve ter o objetivo de mapear possíveis focos de perigo.


 


Além disso, as equipes de trabalho devem atuar em conjunto, prezando o diálogo e integrando ideias e soluções, para proporcionar bem-estar e confiança a todos.


Existem diversos tipos de treinamentos de segurança do trabalho, sendo que os modelos mais populares estão focados em:


 



Como planejar o treinamento de segurança


A contratação de uma assessoria em segurança do trabalho pode ser de grande valia para auxiliar os empreendimentos na identificação dos riscos laborais existentes nas empresas.


 


 Além disso, após a análise da situação, o próximo passo é o planejamento dos treinamentos.


 


As NRs não exigem graduação ou curso técnico para que os profissionais compartilhem o seu conhecimento sobre a área em que atuam. No entanto, é fundamental que eles estejam bastante preparados, para ministrar um treinamento eficaz. Para isso, os principais passos são:


Conhecer a empresa


Estudar a fundo as operações e o ambiente de trabalho é o primeiro passo para montar um bom treinamento. Ele deve se adequar à rotina dos trabalhadores e à realidade da empresa. Assim, é possível conhecer a fundo os riscos do trabalho, além de adotar as medidas preventivas mais adequadas para evitar acidentes.


Estudar as normas


Para ensinar qualquer tema relacionado à segurança do trabalho, o profissional deve obrigatoriamente conhecer as NRs sobre os treinamentos específicos. Também é necessário que o responsável saiba aplicar as normas na prática, com vivência na área para conseguir ressaltar a importância do uso de equipamentos de segurança trabalho em altura, por exemplo.


Cronograma de apresentação


Como qualquer apresentação, o treinamento deve ter introdução, desenvolvimento e conclusão. Um cronograma detalhado ajuda o profissional responsável pelo treinamento a não se perder em sua linha de raciocínio.


 


A apresentação pode incluir slides ou vídeos explicativos sobre capacete de segurança EPI, por exemplo, que ajudam a reter a atenção dos colaboradores. O treinamento também pode seguir os seguintes passos:


 



Quais os riscos de não realizar treinamentos de segurança?


O resultado mais óbvio da negligência com relação ao oferecimento de treinamentos de segurança é a ocorrência de acidentes nos ambientes laborais. Os riscos ameaçam a saúde e a vida dos trabalhadores, assim como o patrimônio da empresa, de acordo com a atividade-fim da organização.


 


Um exemplo é o projeto de prevenção e combate a incêndio, obrigatório em locais de constante movimentação de pessoas, e que ajuda a garantir a antecipação diante de eventualidades, que podem ser fatais.


 


Não capacitar e treinar os funcionários também pode resultar em autuação. Na ocorrência de fiscalizações trabalhistas, pode haver multas e oneração do custo final dos produtos ou serviços oferecidos pela empresa.


 


Em muitos casos, as organizações também ficam com a imagem comprometida, principalmente com a ideia de descaso com os trabalhadores. Isso tende a complicar ainda mais o engajamento dos colaboradores em função da promoção da segurança.


Por que contratar uma assessoria especializada?


A segurança e a saúde ocupacionais são controladas pela Secretaria de Segurança e Saúde do Trabalho (SSST), órgão vinculado ao MTE. A secretaria fiscaliza e oferece orientações para os empreendimentos, para que sigam corretamente as normas de segurança. 


 


Também atua penalizando nas situações em que isso não ocorre. Dependendo do caso, a secretaria pode até embargar obras ou interditar máquinas estabelecimentos e equipamentos. 


 


Ademais, define metas e prazos para a resolução dos problemas e eliminação dos riscos nos ambientes laborais. Por isso, contar com uma boa assessoria ou empresa de combate a incêndio e prevenção de acidentes é fundamental para garantir os procedimentos de segurança em seus mínimos detalhes.


 


Infelizmente, ainda é comum encontrar empresas que não respeitam as legislações e desprezam os programas obrigatórios de segurança. Elas estão sujeitas aos problemas que, com certeza, resultam em uma perda de dinheiro maior do que do que o investimento em segurança.


 


Existem casos em que os empresários ou colaboradores até conhecem as normas, mas não conseguem implementá-las na instituição, o que pode ocorrer por diversos fatores, mas principalmente devido à falta de planejamento. Entretanto, depois de serem pegos pela fiscalização, ou pior, depois dos acidentes, pode não haver muito o que ser feito para contornar os prejuízos.


 


A consultoria então surge como uma opção para combater qualquer dificuldade que os gestores possam ter com relação ao tema, já que a implementação pode ser mais complicada do que os gestores imaginam no início.


 


Quando os treinamentos para a segurança do trabalho são priorizados, assim como a qualidade e a segurança das instalações, o investimento reflete diretamente no bem-estar, saúde e produtividade dos funcionários. Por fim, eles contribuem não só para evitar acidentes, mas para o sucesso da empresa, de uma maneira geral.


 


Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.


Publicado em 23/09/2019

Matriz Boa Esperança

Av. Marechal Floriano Peixoto, 325 - 2º Piso - Centro
Boa Esperança - Minas Gerais - 37170-000
(35) 3851-0400
Como Chegar

Filial Belo Horizonte

Rua Aquidaban, 32 - Padre Eustáquio
Belo Horizonte - Minas Gerais - 30720-420
(31) 2531-7751
Como Chegar

Reconhecimento

ASSESPRO - Associação das Empresas Brasileiras de Tecnologia da InformaçãoEntre as 100 melhores empresas - Melhores Fornecedores para RH (2015)Empresa Vencedora do Prêmio MPE BRASIL Prêmio de Competitividade para Micro e Pequenas EmpresasEmpresa TOP 5 na Categoria Controle de Frequência (2007, 2009, 2011-2015)Empresa vencedora do Prêmio Fornecedores de Confiança Indicador de Credibilidade